Ex-Presidentes

2013/2016 – Carlos Alberto Gomes de Matos Mota

Carlos Alberto (DEM)

Carlos Alberto Gomes de Matos Mota é natural do município de Maranguape, é filho de Narcelio Mesquita Mota e Ofélia Maria Gomes de Matos. Carlos Alberto chegou a Maracanaú em 1971, o mesmo ano de seu nascimento, e no município cresceu e se destacou como liderança política. O parlamentar iniciou sua carreira política em 1996, quando foi candidato a vereador, ficando na suplência, vindo a assumir uma vaga na bancada da Câmara Municipal no ano de 2000.
Nas eleições de 2004, o parlamentar conquistou 3.008 votos, alcançando a primeira posição entre os vereadores eleitos e assim repetiu o feito em 2012, quando foi o vereador mais bem votado de Maracanaú.
Em seu quinto mandato, e no terceiro como presidente da Casa. O grande marco de sua administração foi a realização do primeiro concurso publico da história da Câmara Municipal de Maracanaú. Sua atuação a frente do legislativo municipal tem por base a transparência das ações que acontecem na Casa, primando pela sinceridade e democracia. Como representante do povo, ele dá continuidade ao trabalho realizado há 16 anos e como gestor legislativo trabalha com garra e determinação a fim de que o Poder Legislativo possa realizar da melhor forma, seu poder constitucional.

2009/2012 – Francisco Antônio Ferreira da Silva (Chico Barbeiro)

Francisco Antônio Ferreira da Silva
Francisco Antônio Ferreira da Silva

Francisco Antônio Ferreira da Silva (Chico Barbeiro) é morador de Maracanaú desde seus quatro anos de idade e é formado em Recursos Humanos (RH) pela Universidade Vale do Acaraú. Filho de dona Maria Ferreira da Silva e do Senhor Júlio Antonio da Silva, o vereador tem se destacado pela sua humildade e atenção em ajudar aos necessitados. Chico Barbeiro é natural Paramoti, casado com Maria Emízia Lima da Silva e pai de três filhos.

Eleito em 1994, a Presidente do Sindicato dos Têxteis e depois a Vereador em 2000,o parlamentar conseguiu aprovar importantes leis, como a que obriga que as empresas instaladas na cidade contratem no mínimo 80% de sua mão de obra  com trabalhadores do município.

Neste terceiro mandato, Chico dá continuidade ao seu trabalho e se compromete mais uma vez a abraçar as causas do povo de Maracanaú. Com uma trajetória marcada pela transparência e contato com a população, o parlamentar luta por conquistas em varias áreas como Educação e Saúde, e tem como principal bandeira a defesa dos direitos dos trabalhadores, tanto da iniciativa privada como do setor publico.

2007/2008 – Gilberto Luiz Baptista

Nascido na cidade de salvador, Bahia, em 1966, filho de Moisés Baptista e Ligia Reis dos Santos Baptista, concluiu os estudos na escola estadual Manoel Barbosa até a idade de 18 anos.   Ingressou na carreira militar, formando-se no curso de Estrutura e Mecânica de Aviões. Posteriormente ingressou na Polícia Aeronáutica, onde permaneceu por oito anos.

Converteu-se ao cristianismo através da Igreja Universal do Reino de Deus, ocupando a função de Pastor. Casou-se com Ana Lúcia Sena Baptista com quem teve a filha Sarai Luana Sena Baptista. A atuação religiosa se estendeu pelos estados da Bahia, Pernambuco e Ceará.

Foi coordenador da Associação Beneficente Cristã, que apóia carentes e desabrigados das chuvas. Foi coordenador político das campanhas  do deputado estadual Ronaldo Martins, deputado federal Almeida de Jesus e do candidato ao senado Gelson Ferraz.

No ano de 2004 foi eleito vereador em Maracanaú, pelo Partido Liberal (PL), com 1560 votos, ingressando, posteriormente no Partido Republicano Brasileiro (PRB). Em 2005 integrou a Mesa Diretora da Câmara no cargo de 2° vice-presidente, participando ainda da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania e presidente da Comissão de Direitos do Consumidor.

Foi eleito presidente da Câmara de Maracanaú para o biênio de 2007/2008.

2005/2006 – Gabriel Passos dos Santos Amorim

pe-gabrielNascido na cidade de Araioses no Maranhão em 1966, o ex – vereador é filho de Francisco das Chagas Amorim e Maria José dos Santos Amorim, sendo o terceiro de uma família de onze filhos.
Aos 18 anos estudou no seminário religioso Nova Jerusalém, congregação voltada para os estudos exegéticos da Bíblia, fundada pelo Padre  Caetano.
Religioso convicto viveu rica experiência semi reclusa, de silencio, estudo e reflexão, transferindo-se posteriormente para o seminário diocesano e ali concluindo seus estudos de filosofia e teologia. Ordenado diácono na Catedral Metropolitana, pelo então bispo auxiliar de Fortaleza Dom Geraldo Nascimento em 30 de maio de 1993 e no mesmo ano ordenado presbítero pelo Arcebispo Dom Aloísio Lorscheider.
Chegando a Maracanaú em 08 de fevereiro de 1993, concluiu os estudos na Universidade de Fortaleza – Unifor, especializando-se em economia, posteriormente em Administração pela UECE e mestrado em Administração de Empresas. Atualmente cursa Direito na Faculdade Sete de Setembro.
Como religioso, esteve à frente das comunidades paroquiais dos Conjuntos Jereissati e Timbó realizando inúmeras missões paroquiais, dando assistência religiosa.
Entrou para a vida política em 1997, quando foi convidado para ser assessor de gabinete do então prefeito Júlio César Costa Lima. No ano de 2000, ingressou com Roberto Pessoa, à época candidato a prefeito, uma campanha eleitoral. Em 2004, candidatou-se a vereador sendo um dos 5 mais bem votados, com 1.687 votos. Foi eleito presidente da Câmara no período de 2005 a 2006.

2001/2004 – João José Pinto

joao-joseNascido em Fortaleza, aos 18 de março de 1951, no bairro Carlito Pamplona, é filho de Lucas Ferreira Pinto e Ana Júlia Rebouças Pinto. Casado com Vânia Maria Mesquita, cujo matrimônio originou os filhos Noemia, Felipe e Deyse.
Iniciou a vida escolar no bairro Carlito Pamplona, na escolinha dona Luizinha, onde aprendeu a ler e a escrever. Posteriormente cursou o ginasial no colégio José Valdo Ramos, anexo do Liceu do Ceará à época, e o científico no colégio Rui Barbosa.
Tornou-se empresário do ramo de tintas, mas foi na política que João José se realizou.
Com quatro mandatos consecutivos, o vereador presidiu a mesa diretora da Câmara Legislativa no período de 2001 à 2004.

1999/2000 – José Firmo Camurça Neto

José Firmo Camurça Neto é advogado, formado pela Universidade de Fortaleza – Unifor. Filho de importantes líderes políticos do Distrito de Mucunã – Wilson Camurça e Agacil de Almeida Camurça, iniciou a carreira política como vereador em 1988, sendo reeleito em 1992, 1996 e 2000 para a Câmara Municipal de Maracanaú, onde ocupou a presidência por dois mandatos. Em 2004, foi eleito vice-prefeito de Maracanaú ao lado do prefeito Roberto Pessoa, obtendo então a maior vitória eleitoral da oposição em um município do Ceará. Na eleição de 2006, obteve mais de 30 mil votos, sendo suplente de deputado estadual. Em 2008, foi reeleito vice-prefeito com mais de 87% dos votos válidos, uma das mais expressivas vitórias do Brasil, nas eleições municipais daquele ano. Em 2012, elegeu-se prefeito de Maracanaú com 73,1% dos votos válidos.

1997/1998 – Jorge Antônio Costa Lima

Nasceu em 18 de março de 1950, na cidade de Maracanaú. Filho de Manoel Moreira Lima e Maria Danusia Costa Lima. Durante os movimentos de Emancipação de Maracanaú, Jorge Costa Lima foi um dos fundadores do MIDEMA (Movimento de Independência da Emancipação de Maracanaú), na época em que Jorge cursava o curso de Geografia na Universidade Estadual do Ceará (UECE).
Jorge Costa Lima foi membro da UEM (União Estudantil de Maracanaú).sem, nunca aceitar um cargo nos seus quadros administrativos.
Com a Emancipação de Maracanaú a 06 de março de 1983, Jorge se tornou uma liderança política sendo eleito vereador 04 vezes consecutivas, sempre com uma excelente margem de votos. Foi vereador de 1989 a 1992, 1993 a 1996, 1997 a 2000 e 2001 a 2004. Presidente da Câmara Municipal no biênio 1997 a 1998, sendo eleito por seus pares vereadores por unanimidade. Durante o seu período como legislador e fiscalizador trouxe grandes benefícios para o povo de Maracanaú, como por exemplo, a criação da Lei que implantou o Sistema Alternativo de Transporte: Moto Táxi e Topiques. A seu pedido o Prefeito construiu os Campos de Futebol: Boa Vista, Vila São João, foi um dos fundadores do AAA (Associação Atlética Amigos).
Como vereador trouxe muitos benefícios para estes bairros: Coqueiral, Piratininga, Alto Alegre, Jardim Bandeirante, Alto da Mangueira, Parque São João, Jardim Jatobá, Jereissati I e II, e para a maioria dos conjuntos habitacionais.

1995/1996 – Margareth Rose Soares Campos

Nascida em Maracanaú, quando este ainda era distrito de Maranguape, filha do Senhor José Cícero Soares e Maria Soares Campo(Dona Mariquinha). É uma mulher de fibra que possui visão administrativa e sempre lutou no combate ás injustiças sociais. Sua vida é marcada por várias conquistas, sempre em prol do bem estar dos maracanauenses.
Iniciou seus estudos na Escola de 1° Grau Tenente Mario Lima e ainda na adolescência aos 14 (catorze) anos , por sua maturidade e competência, teve a oportunidade de alfabetizar as crianças do colégio.
Quando líder da UEM (União dos Estudantes de Maracanaú), lutou pela meia passagem, tendo em vista ser um direito dos estudantes e também pela formação dos grêmios estudantis das escolas municipais.
Companheira dos idealistas de Maracanaú lutou pela emancipação do município e ingressou na política, elegendo-se por três mandatos consecutivos, tornando-se a primeira mulher a presidir a Câmara Municipal de Maracanaú.
Sempre atenta aos anseios do povo, realizou uma administração lutando pela igualdade e participação de todos. Foram inúmeras as solicitações e requerimentos realizados com o apoio dos governos, dentre estes podemos destacar: O lançamento da pedra fundamental do arrojado projeto da atual Câmara municipal, criação e regulamentação do magistério. Sensível ás causas das mulheres, Margareth cria o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, instituiu a medalha 8 de Março, em homenagem as mulheres que se destacam em nosso município.
Lutou incansavelmente pela implantação da Delegacia Metropolitana dos Direitos da Mulher e do hospital da mulher. Um dos projetos de grande relevância foi a criação da Assessoria de políticas públicas para a mulher de Maracanaú, criado no governo de Roberto Pessoa.

1993/1994 – José Firmo Camurça Neto

José Firmo Camurça Neto é advogado, formado pela Universidade de Fortaleza – Unifor. Filho de importantes líderes políticos do Distrito de Mucunã – Wilson Camurça e Agacil de Almeida Camurça, iniciou a carreira política como vereador em 1989, sendo reeleito em 1992, 1996 e 2000 para a Câmara Municipal de Maracanaú, onde ocupou a presidência por dois mandatos. Em 2004, foi eleito vice-prefeito de Maracanaú ao lado do prefeito Roberto Pessoa, obtendo então a maior vitória eleitoral da oposição em um município do Ceará. Na eleição de 2006, obteve mais de 30 mil votos, sendo suplente de deputado estadual. Em 2008, foi reeleito vice-prefeito com mais de 87% dos votos válidos, uma das mais expressivas vitórias do Brasil, nas eleições municipais daquele ano. Em 2012, elegeu-se prefeito de Maracanaú com 73,1% dos votos válidos.

1991/1992 – Carlos Francisco Ribeiro

ribeiroCarlos Francisco Ribeiro, contador, sempre fez política no Povoado de Olho d’Água e foi eleito vereador representando o Distrito de Maracanaú em Maranguape. Participou da Emancipação e apoiou ajudando a eleger o Vereador Antonio Prata Neto na eleição de 1984, permanecendo ainda dois anos como Vereador em Maranguape. Em 1989 é eleito por Maracanaú, sendo reeleito para 1993/96 e retorna em 2001/04. Carlos Ribeiro foi ainda Presidente da Assembléia Municipal Constituinte e bastante atuante na defesa dos interesses da área do Santo Antonio do Pitaguary.

1989/1990 – José Winston Nogueira Lima

winston nogueiraJosé Winston Nogueira Lima, atleta de futebol, tendo defendido a Seleção de Maracanaú durante vários anos. Membro de família tradicional na Escola de Menores e Horto, Winston Nogueira foi Presidente da União dos Estudantes de Maracanaú e eleito Vereador na primeira eleição de Maracanaú – 1985/88; sendo reeleito para o período 1989/92 e retornando em 1997/2000.

1988 – Francisco Moreira Sales (Francisco Cego)

ex-presidente-francisco-cego

Filho de Isaquiel Moreira Sales e Josefa Moreira Sales, nasceu na cidade de Pacatuba. Casado com a senhora Maria da Natividade Bezerra Sales teve nove filhos.

Concluiu o primeiro grau no Liceu Municipal, através de supletivo e trabalhou no Hospital de Maracanaú durante 30 anos, exercendo o cargo de alfaiataria do hospital como artífice.

Membro ativo do Movimento de Independência e Defesa da emancipação de Maracanaú  – MIDEMA e da Frente de Apoio e promoção a Emancipação de Maracanaú (FAPEMA), movimentos comandados pelos amigos Paulo Alexandre e Almir Dutra.

Eleito vereador na primeira gestão administrativa de Maracanaú no período de 31/01/1985 a 31/01/1989, foi um dos vereadores mais expressivos da história do Município, presidindo a Câmara Legislativa. Admirado por sua simplicidade e humildade deixou saudades em todos, quando faleceu em 27 de junho de 2001.

1987/1988 – Júlio Cesar Costa Lima

julio-cesar-costa-lima

Nascido em Maracanaú aos 17 de maio de 1953, teve sua formação estudantil em escolas da rede pública municipal, cursando posteriormente nível superior na Universidade de Fortaleza – Unifor, graduando-se em Economia, em 1983.  É casado com a ex-deputada estadual Meyre Rocha Costa Lima, com quem teve dois filhos Júlio César Costa Lima Filho e Thiago Rocha Costa Lima.
Participou ativamente da vida política no município, desde a emancipação até os dias atuais. Foi um dos fundadores dos movimentos emancipatórios MIDEMA (Conselho de Independência e Defesa da Emancipação de Maracanaú) e FAPEMA (Frente de Apoio a Emancipação de Maracanaú). Sua participação ativa nos movimentos resultou na emancipação do município, fato que ocorreu em 06 de março de 1983, quando os dois movimentos aliados ao CODIM (Conselho de Defesa dos Interesses de Maracanaú), conseguiram emancipar Maracanaú do Município de Maranguape. No ano seguinte à emancipação, Júlio César inicia sua vida política no município como vereador e na gestão Almir Dutra.
Político articulado e carismático conquistou três mandatos como prefeito nos anos de 1989 a 1992, 1997 a 2000 e 2001 a 2004. Em doze anos de gestão municipal, realizou muitas obras e benefícios nas áreas da educação, saúde, ação social, cultura, esporte, urbanização, saneamento, transporte e administrativa.
Exerceu três mandatos como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Ceará.

1985/1986 – José Bento da Silva

ex-presidente-jose-bento-silva

Natural da cidade de Russas e filho de Raimundo Bento da Silva e Maria Francisca de Jesus da Silva, o ex-vereador foi o primeiro presidente da Câmara de Maracanaú.
Nascido aos 03 de março de 1936, cursou os estudos em sua cidade natal e veio ainda adolescente para a Capital (Fortaleza), retornando a Russas onde permaneceu até a fase adulta quando resolve voltar a Fortaleza para atuar como comerciante no antigo mercado de frutas, na Avenida Duque de Caxias. Em meados dos anos 70, o mercado foi desativado por determinação da prefeitura e os permissionários para a Central de Abastecimento do Ceará – Ceasa, onde José Bento permaneceu por dez anos como comerciante do ramo de frutas em parceria com o amigo Russeano Francisco Fernando da Silva (Agacil).
Em 1983 resolveu, juntamente com Antonio Cordeiro e Moacir Moreira, em parceria com o ex-deputado José Mário Mota Barbosa participar politicamente dos movimentos de emancipatórios de Maracanaú, criando o CODIM e aliando -se ao MIDEMA, liderado por Paulo Alexandre e ao FAPEMA, liderado pelo ex-prefeito Almir Dutra, no processo de emancipação de Maracanaú. Após a emancipação foi eleito vereador e presidente da Câmara no período de 31/01/1985 a 31/01/1989.
Um dos baluartes da vida política maracanauense, o ex-chefe da Casa Legislativa foi casado com a senhora Valdísia da Silva, com quem teve dois filhos Fernanda Maria da Silva e Francisco José da Silva.
Faleceu em 10 de março de 1995, ciente de ter cumprido seu papel como homem dedicado a vida pública, de caráter íntegro e ilibado, promovendo sempre o bem e a justiça.