Vereador Manoel Correia busca agilidade com relação a Carteira de Estudante

0
89

    O vereador Manoel Correia (Presidente da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal de Maracanaú) se reuniu na manhã de ontem, 05 de junho,  com  senhor João Paulo, Presidente da União dos Estudantes de Maracanaú. Estavam presentes também o vereador  Demir Peixoto (Relator da Comissão) e  o  vereador Rafael Lacerda (Membro da Comissão).

   O Referido encontro  foi realizado no intuito de  atender á União dos Estudantes de Maracanaú (UEM),  pois essa  associação oficializou um pedido na Comissão de Educação e cultura  solicitando uma reunião para debater sobre a questão da  prorrogação, até novembro de  2019, da carteira Estudantil referente ao ano de 2017.

  Compreendendo a importância do tema, o vereador Manoel Correia atendeu imediatamente à solicitação para buscarem soluções eficazes com relação às carteiras de estudantes desde a sua criação até emissão e a entrega  em tempo hábil facilitando, assim, a sua utilização pelos alunos. Segundo o vereador, a  Secretária de Educação precisa  dar mais agilidade ao processo de Emissão das carteiras, pois apesar de entender a necessidade dos trâmites burocráticos na sua confecção, existe a necessidade  de  se pensar em estratégias para que os alunos de Maracanaú recebam sua carteira com rapidez, tendo o seu direito de ir e vir garantidos.

   Na ocasião, foram debatidas as Emendas à Lei Orgânica Municipal de Maracanaú, inclusive, o Presidente da  UEM verificou alguns pontos  que estavam em desacordo  com as Leis Federais e Estaduais que regulamentam os direitos dos estudantes em relação ao documento estudantil. Por esse motivo, entregou uma proposta  de Emenda  ao artigo que regulamenta o referido direito o qual foi discutido e aperfeiçoado pelos vereadores que fazem parte da Comissão de Educação e Cultura com o objetivo de garantir os direitos de todos os estudantes de Maracanaú. Lembrando que essa proposta será apresentada  no Plenário Wilson Camurça e, sendo essa aprovada, irá á sanção do Executivo.